You are currently viewing CFA prorroga inscrições para qualificação de referência

CFA prorroga inscrições para qualificação de referência

A edição do jornal Folha de São Paulo do último dia 17 de junho trouxe uma reportagem sobre Revolução Industrial 4.0. Destaque nos debates sobre mercado de trabalho e carreira, essa revolução, diferentemente das anteriores, é marcada pela convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas. Essas mudanças estão exigindo dos profissionais de administração um novo repertório.

Programa de Capacitação e de Formação de Multiplicadores de Conhecimento em Micro e Pequenas Empresas (MPEs).

Exemplo de boa prática em ação de capacitação e boa comunicação, o Programa de Capacitação e de Formação de Multiplicadores de Conhecimentos em MPEs foi parabenizado durante a entrega do Prêmio Melhores Práticas Aplicáveis aos Conselhos Profissionais, na abertura da sexta edição da Conferência Nacional dos Conselhos Profissionais.

Reconhecimento que será levado para mais seis estados, que serão contemplados com a quinta edição do projeto: Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rondônia e Tocantins.

As inscrições para o MPEs foram prorrogadas para até o dia 20 de setembro e podem ser feitas no site capacitacaompe.cfa.org.br. O evento será realizado online.

São 55 vagas. Para participar, o Administrador deve estar registrado e adimplente. O curso terá como foco a capacitação para o fortalecimento de micro e pequenos negócios.

É a oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos técnicos e interpessoais. A integração é um diferencial. Por meio do Programa, os Administradores participantes irão prestar consultoria gratuita a uma empresa da jurisdição do CRA em que estejam registrados.

Patrícia Portales
Assessoria de Comunicação CFA.

Na reportagem, o diretor de Formação Profissional do Conselho Federal de Administração (CFA), Mauro Kreuz, faz um alerta sobre a formação dos profissionais de administração. Segundo ele, a academia ainda está muito voltada para a formação tradicional e cartesiana, que remete a revolução 1.0. Caso os administradores queiram se manter competitivos, precisam estar prontos para as mudanças que estão acontecendo no mundo.

Em meio a Revolução 4.0, de acordo com a matéria, o administrador com capacidade de liderança, inovação e trabalho em equipe, habilidades já dominadas por esses profissionais. Mas, hoje em dia, escolas como a FGV já estimulam os alunos a pensarem em projetos de machine learning, big data e block chain, tecnologias que vão abrir portas no mercado de trabalho e estimular esses futuros profissionais de administração a melhorar a coleta de dado, otimizar a análise e decidir.

Clique aqui e confira a reportagem completa na versão on line da Folha de São Paulo.

Assessoria de Comunicação CFA